Nesta segunda-feira, 9/11/2015, um grupo de caminhoneiros independentes liderados pelo Comando Nacional do Transporte (CNT) iniciou uma paralização bloqueando várias rodovias pelo Brasil, e eles não estão apenas reivindicando diminuição do preço do óleo diesel e estabelecimento de uma tabela de preços mínimos de frete, mas também estão reivindicando a renúncia da presidente Dilma.

Em entrevista a repórteres do rádio do jornal O Estado de São Paulo, Ivar Schmidt declarou que a pauta de reivindicações da classe dos caminhoneiros foi entregue ao governo em março deste ano de 2015 e, até este mês de novembro, o governo não deu a mínima, e assim afirmou que como “Política e Feijão só funciona com Pressão”, essa paralização está focada na renúncia de Dilma.

Confira mais informações sobre esta greve de caminhoneiros aqui!